NGK adota metas ambientais para aumentar produção de form

NGK adota metas ambientais para aumentar produção de form

  • Companhia reprocessa 90% dos resíduos e recicla 70% da água em sua planta de Mogi das Cruzes, São Paulo
  • Usina própria de energia solar retirará 104 toneladas de CO2 da atmosfera em 2021

A NGK – líder mundial no segmento de velas de ignição – avança com seu programa de sustentabilidade global, o Ecovision 2030, e vem promovendo iniciativas para o crescimento sustentável da empresa no Brasil. Como parte dos objetivos do Ecovision 2030 – que estabelece metas de sustentabilidade para esta década –, a empresa já reprocessa 90% dos resíduos de sua planta de Mogi das Cruzes (SP) e realiza a reciclagem de 70% da água utilizada, por meio de uma estação de tratamento de efluentes da própria fábrica. 

“A NGK trabalha, em todo mundo, para diminuir o impacto ambiental de suas operações. Para isso, o Ecovision 2030 estabelece 13 objetivos para os próximos dez anos, em linha com as metas ambientais propostas pela ONU. O reprocessamento de resíduos e o reúso da água são uma parte importante desse esforço, que diminui nosso impacto ambiental na região e beneficia a nossa produtividade”, afirma Nivaldo Yano, Chefe do Departamento de Controle Ambiental da NGK. 

Além da geração de resíduos, as emissões de CO2 estão entre as principais preocupações da NGK no Brasil. No início do ano, a empresa instalou uma usina própria de energia solar, em parceria com a EDP, que já gerou mais de 600 MW de energia solar para abastecer a fábrica. Atualmente, são 3 mil placas de captação e a expectativa é instalar mais 500 placas, ainda em 2021, contribuindo com a  retirada de 104 toneladas de CO2 da atmosfera dentro de um ano. 

Ecovision 2030 

A NGK atua globalmente para promover a conservação ambiental e a sustentabilidade em todas as suas atividades. Para isso, almeja neutralizar as emissões de carbono até 2050 e criou o Ecovision 2030, que estabelece metas de resposta às mudanças climáticas, expansão de produtos ambientalmente amigáveis, conservação de recursos hídricos e gerenciamento de resíduos. 

Além dos quatro objetivos principais, o Ecovision 2030 busca atingir outras nove metas que abrangem o tratamento de questões ambientais, entre elas estratégia de negócios, globalização das ações de sustentabilidade, análise dos riscos relacionados às mudanças climáticas e compliance e conscientização ambiental. A empresa também espera reduzir o impacto ambiental de resíduos químicos e estabelecer uma cadeia de suprimentos e logística verde.  

“Acreditamos que o crescimento sustentável é o único caminho viável para as indústrias. Por isso, promovemos um forte trabalho de conscientização dos  colaboradores em relação às nossas metas. E continuaremos a expandir nossa atuação para atingi-las”, completa Yano. 

Sobre a NGK

Fundada em 1936, em Nagoya, no Japão, a NGK é a maior fabricante e especialista mundial em velas de ignição, com forte presença em todos os continentes. No Brasil há mais de 60 anos, a companhia tem cerca de 1.300 funcionários e uma fábrica de 625 mil metros quadrados em Mogi das Cruzes (SP).

A empresa – detentora das marcas NGK (componentes automotivos), NTK (sensores e ferramentas de corte), Belamari e Super NGK (revestimentos porcelanizados) – disponibiliza em seu site dezenas de opções de cursos online para mecânicos e aplicadores de produtos. Para mais informações, acesse: http://www.ngkntk.com.br/.

Informações à imprensa:

RPMA Comunicação

NGK adota metas ambientais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *